Buscar
  • Alejandro Francisco Rubio

SÍNDROME DO PÂNICO

Atualizado: Fev 7


Síndrome do Pânico é um distúrbio de ansiedade generalizada que acompanha sintomas físicos extremamente desagradáveis no corpo físico e sensações que levam o indivíduo a pensar que está próximo da morte; sintomas esses sem causas clínicas que justifiquem os mesmos, ou melhor, sem origem orgânica definida.

Os sintomas são como uma preparação do corpo para fuga de uma ameaça real. A adrenalina provoca alterações fisiológicas que preparam o indivíduo para o enfrentamento desse perigo como: • Aumento da frequência cardíaca (com concentração do sangue na cabeça e membros); • Aumento da frequência respiratória (hiperventilação); • Ressecamento da boca; • Sensação de falta de ar (ocasionada pela não estimulação dos nervos sensitivos intranasais); • Medo de morte iminente

Esses sintomas são sensações que o indivíduo tem com certeza; e isso faz com que ele pense que há algum problema clínico e pôr isso acaba investindo nisto com especialistas da área médica e após vários exames, percebe que está tudo perfeito e nada, absolutamente nada justifica clinicamente tais sintomas, é exatamente aí que bate uma sensação de desespero e desamparo com a sensação de estar entrando num estado de loucura, o que não é real e verdadeiro.

Pânico: Quer dizer assustar-se sem motivo, terror infundado. Isso diferencia a doença do pânico de reações agudas de ansiedade motivadas pôr fatores externos, nos quais a vida do indivíduo esteja potencialmente ameaçado, como catástrofes, incêndios, bombardeios, etc... Interpretação da Parapsicologia Clínica: A lei suprema que atinge todo ser vivo é a necessidade de sobreviver. Nosso subconsciente trabalha 24 horas por dia neste sentido. Por causa de algum evento muito forte na vida do individuo, que foi registrado no subconsciente como uma ameaça a vida, qualquer situação com alguma informação no ambiente que faça recordar aquele evento, dispara a reação automática do subconsciente, no sentido de proteção da vida. Assim, o individuo esta novamente vivendo o momento de perigo sem ser consciente disso. A ameaça é apenas uma lembrança de aquele fato traumático. Mediante a reprogramação mental (por meio da hipnose) é possível transformar aquela lembrança do fato traumático numa percepção de vitória. Somente a profunda calma a cada instante da vida transforma a mesma.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo